Veja como evitar os erros mais comuns em reformas

Veja como evitar os erros mais comuns em reformas

Fazer uma reforma pode ser bastante trabalhoso e desagradável para o morador da residência. Afinal, durante a obra podem surgir diversos problemas e dificuldades com o orçamento, fazendo com que o resultado não fique realmente como foi desejado. Por isso, alguns cuidados durante o processo são essenciais para diminuir custos e elevar a qualidade do projeto.

Não quer ter pesadelos para o resto da vida? Então, não contrate profissionais desqualificados para fazer a reforma da sua casa. Escadas que não levam a lugar algum, portas que não fecham porque esbarram em colunas e outras tragédias como essas podem ser evitadas. Já pensou em ter um aparelho sanitário cuja descarga leva os dejetos para os ralos do banheiro, da área de serviço e até da cozinha? Pense em uma situação desesperadora!

Mas, não precisa se preocupar. Vamos focar nas dicas que os especialistas da Master House preparam para que você não cometa enganos na hora de reformar a sua casa.

O custo do erro

erros em reforma implicam em custos dobrados

Erros em reformas podem até parecer engraçados, principalmente, quando não é na sua casa. Embora sejam motivos de piadas e deboches, erros em reforma implicam em custos dobrados em alguns casos.

Um exemplo bastante comum é instalar um portão da garagem e só depois perceber que o poste de iluminação pública estava exatamente no meio da entrada. Como consequência, ficou sem dinheiro e o portão continua lá!

Custo x benefício da contratação de um arquiteto ou engenheiro

Planejar a reforma do imóvel

Dizem que um bom projeto arquitetônico pode custar até 12% do valor total da obra, mas não é tão simples mensurar corretamente os custos com refazer o trabalho, demolição e reconstrução para reparar erros de execução na obra.

Veja como evitar os nove erros mais comuns

  • Não planejar: quem não planeja o projeto, sempre corre o risco de trabalhar dobrado, e ter custos desnecessários;
  • Equipamentos e materiais irregulares: pisos escorregadios, madeiras sem qualidade e que não suportam pragas, vergalhões com bitola abaixo da ideal são alguns exemplos de materiais que vão dar dor de cabeça;
  • Revestimentos e pisos abaixo da metragem necessária: ambos devem ser bem mensurados e, se possível, a compra precisa ser com sobra, pois é possível que você não encontre mais a cor ou padrão escolhido;
  • Instalações elétricas e hidráulicas: pense em uma situação desagradável você ter que quebrar a parede ou fazer instalação aparente para colocar mais tomadas e torneiras;
  • Profissionais: tanto o arquiteto quanto a turma que vai, efetivamente, realizar a reforma, todos devem ser qualificados e com boas referências de trabalhos;
  • Pisos: não devem estar sem caimento para o ralo, principalmente, em banheiros, áreas de serviço, cozinhas, sacadas;
  • Canos e tubulações: ninguém coloca remendo novo em calça velha, pois com certeza vai rasgar. Refaça a instalação e evite vazamentos e as famosas infiltrações com emendas em tubulações;
  • Tomadas: um item que pode ser mensurado de forma exagerada;
  • Remoção de paredes: é um erro que pode se transformar em uma catástrofe, literalmente! Só mexa na estrutura com o aval de um profissional.

A reforma de um imóvel é algo muito importante e que precisa ser seguro e confortável. Então pense de maneira econômica, mas também de maneira responsável. Invista em profissionais qualificados da Master House para ficar tranquilo na hora de reformar o seu imóvel.

Avalie este conteúdo:
Veja como evitar os erros mais comuns em reformas
Avalie esse serviço!