Reformas residenciais: 7 dicas essenciais para que tudo saia como o planejado

Reformas residenciais: 7 dicas essenciais para que tudo saia como o planejado

Você conhece alguma coisa mais desgastante quanto reformas residenciais? Mas, se fizer um bom planejamento, determinando prazo e orçamento, pode ter certeza que sua experiência será muito menos estressante. Os problemas com as reformas residenciais são os mais variados possíveis, desde a sujeira e quebra de móveis, equipamentos e eletrodomésticos até o barulho e a perda da privacidade.

Se você mora em um condomínio de casas ou apartamentos – de longe o mais complicado –, os problemas poderão ser multiplicados exponencialmente.

Mas, não se preocupe! Preparamos algumas dicas preciosas que te ajudarão a diminuir ou até eliminar as dores de cabeça em relação às reformas residenciais. Você verá que é possível passar por esse momento sem perder os cabelos.

Cuidados antes de fazer reformas residenciais

projeto de reforma

Em um primeiro olhar, você pode imaginar que as reformas residenciais fora de um condomínio não possuem regras ou normas a seguir. Mas, muita coisa mudou desde a publicação da norma ABNT NBR 16.280/2014. Mesmo para os projetos de imóveis em áreas não condominiais, algumas regras devem ser observadas para que você não tenha problemas com a vizinhança e até embargos pela prefeitura, por exemplo.

Além dos alvarás de licença para execução de uma reforma, obrigatórios para todos os municípios brasileiros, principalmente para as capitais, dependendo do tamanho, localização e tipo de sua reforma, pode ser que haja necessidade de licença ambiental, por exemplo.

Listamos abaixo alguns cuidados que você precisa ter antes de iniciar sua reforma:

  • Projeto estrutural e licença dos órgãos governamentais, inclusive os que regulam impactos ambientais. Consulte o código de posturas de sua cidade!
  • Até a reforma de sua calçada deve obedecer a alguns critérios (piso antiderrapante, rampa, sinalização de garagem, altura máxima etc);
  • Container para descarte de entulho – seus vizinhos agradecerão;
  • Horário de início e término: se você mora em condomínio, confira o regulamento interno, mas se mora em residência não condominial o bom-senso deve prevalecer. Neste segundo caso, nada de barulhos noturnos e nem muito cedo, antes das 7h. O mais indicado é consultar o código de posturas de seu município.

Além disso, é importante ter um bom planejamento, evitando problemas com relação ao tempo e ao orçamento, de forma que você não possa concluir a reforma ou não a terminar no tempo previsto. Para finalizar, até para arrancar uma árvore de seu quintal ou jardim é necessário solicitar autorização na maioria das prefeituras, principalmente, das capitais.

Conheça 7 dicas que farão toda a diferença na hora de reformar a sua residência

projeto de reforma de cozinha

Como primeira dica, correndo o risco de ser óbvio demais, é importante fazer um planejamento. Você deve estar sorrindo, mas a falta de planejamento responde por cerca de 88% das reformas mal executadas ou não concluídas.

  • Planeje cada passo: não basta boa vontade, profissionais experientes ou dinheiro. Uma reforma mal planejada pode reduzir tudo isso a pó;
  • Contrate um arquiteto ou engenheiro: contratar um desses profissionais pode importar em uma redução drástica de tempo e recursos;
  • Faça um checklist: anote tudo o que vai ser necessário para realizar a reforma, e acompanhe cada passo;
  • Pesquise preços: inclusive em relação ao profissional que fará o projeto. Pesquise o preço de todos os materiais que serão utilizados;
  • Estabeleça o cronograma da obra: juntamente com responsável pela reforma (mestre obras, pedreiro, encanador, eletricista etc), determine e acompanhe prazos de início e término de cada fase da reforma;
  • Proteja todos os móveis e equipamentos das áreas que serão reformadas e, se possível, transfira-os para outro local.
  • Prepare-se para as adversidades: chuvas em excesso, falta de matéria-prima nos fornecedores, ausência temporária dos profissionais, entre outras possibilidades.

A palavra-chave para qualquer reforma bem-sucedida é “planejamento”. Por isso, controles rígidos de tempo, orçamento e materiais são exigidos em quaisquer situações em que se deseja evitar estresses e ter sucesso.

Pode parecer exagero, mas quando se inicia qualquer projeto sem que o planejamento tenha sido bem organizado, é praticamente impossível que se desenvolva sem o aparecimento de grandes dificuldades. As reformas residenciais são tão importantes quanto às construções de imóveis. Uma reforma mal planejada pode comprometer, inclusive, a estrutura física do imóvel, colocando a perder o dinheiro e materiais investidos. Pense nisso!

Espero que tenha gostado de nossas dicas! Comente!

Avalie este conteúdo:
Reformas residenciais: 7 dicas essenciais para que tudo saia como o planejado
Avalie esse serviço!