Como podemos lhe ajudar?  Pedreiro, Eletricista, Encanador, Pintor, Gesseiro, Marido de Aluguel e Manutenção Predial

Master House Manutenção e Reformas

O que você precisa saber sobre pisos de alto desempenho

galpão com piso de alto desempenho
O que você precisa saber sobre pisos de alto desempenho
Avalie esse serviço!

Você já sabe que tipo de piso vai colocar em sua empresa? Você tem ideia do fluxo de pessoas, máquinas e equipamentos que o seu piso terá que suportar? Talvez a solução ideal sejam os pisos de alto desempenho. É muito comum vermos pisos de fábricas, indústrias ou de locais de carga e descarga de materiais, com fluxo intenso de caminhões e empilhadeiras, apresentarem desgastes, rachaduras e até falhas.

Uma dica importante para não falhar na hora de escolher o piso ideal é identificar as atividades que costumam ser realizadas, como o fluxo de pessoas e veículos, o peso de máquinas, produtos e equipamentos, além da exposição às variações climáticas.

Master House pode ajudar na escolha do piso e, para começar, nossos profissionais separaram algumas dicas interessantes para ajudar na hora de definir os pisos de alto rendimento.

Para quais locais os pisos de alto rendimento são indicados?

piso de alta resistência

Pisos de alto rendimento são indicados para locais com características específicas:

– Locais com fluxo intenso de pessoas e veículos como, por exemplo, postos de gasolina, pátios de carga e descarga de materiais.

– Locais de alto tráfego e cargas pesadas.

Uma pequena história

ambiente com cimento queimado

No princípio eram os pisos de terra batida. Logo vieram os pisos de pedra talhada e, em seguida, os famosos e ainda presentes pisos de cimento queimado, que serviam para todos os tipos de demandas, inclusive, cobriam o chão de diversas indústrias.

Atualmente, os pisos de alto rendimento não estão limitados em seu uso apenas em chãos de fábrica e indústrias ou pátios de carga e descarga, por exemplo. É possível vê-los em ambientes inusitados e requintados, como shoppings centers, saguões de grandes edifícios e aeroportos e até mesmo em residências.

Os tipos mais usados e seus métodos de construção

piso para estacionamento

Mais resistentes que os pisos comuns, os de alto rendimento são os preferidos por quem possui espaços de alto tráfego de veículos e máquinas e armazenamento de cargas pesadas. Vamos conhecer alguns deles:

• Concreto comum: utilizado sem a utilização de reforços estruturais, é ideal para armazenagem de cargas leves e empilhadeiras pneumáticas;

• Concreto de armadura simples ou dupla: servem para impedir a retração do concreto atuando diretamente na estrutura do piso. Como características gerais, possuem durabilidade, facilmente executável e quase zero de manutenção.

• Mix de concreto e fibras: as fibras podem ser metálicas ou sintéticas e visam distribuir igualmente os esforços. Para as fibras metálicas (produzidas em aço) recomendamos seguir as normas da NBR 15530:07, enquanto que para as fibras sintéticas (produzidas em polipropileno, vidro etc) combatem a retração hidráulica do concreto;

• Concreto protendido: podendo ser usado com cordoalhas de aço, são ideais para locais de grandes estruturas de armazenagem vertical.

Outra medida muito importante para a definição do tipo de piso a ser usado no pavimento é contratar profissionais competentes e reconhecidos no mercado que vão elaborar o projeto de construção do piso de alto rendimento ideal para a necessidade exigida.

Nesse tipo de projeto devem constar o estudo do solo em que o piso será construído, as possíveis medidas de reforço desse solo (misturando-o com outros materiais, caso necessário), o dimensionamento adequado dos equipamentos utilizados para essa construção e outras medidas de segurança que estejam previstas no projeto.

A Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto desempenho (Anapre) tem demonstrado ligeira preocupação com a qualificação da mão de obra responsável no trabalho com os pisos de alto rendimento, cuja evolução tecnológica tem ocorrido de maneira cada vez mais frequente e rápida. Novos materiais e equipamentos estão sendo desenvolvidos, necessitando de uma mão de obra cada vez mais capacitada.

E aí, gostou dessa análise? Comente. Nos vemos em breve!